Este site utiliza cookies para identificar a sua visita. Não armazenamos nenhuma informação pessoal. Mais informações sobre a nossa política de cookies

Continuar

Novos DF150AP e DF175AP

Suzuki Novos DF150AP e DF175AP

TECNOLOGIA DE TOPO NA CATEGORIA INTERMÉDIA

Depois de ter espantado o mercado dos motores fara de borda com o DF200AP, o primeiro motor da sua categoria de potência com bloco de quatro cilindros e performance de um V6, a Suzuki volta a demonstrar toda a sua capacidade técnica no lançamento dos novos DF150AP e DF175AP, desenvolvidos com a mesma base do 200 e assim transportando para a categoria intermédia todas as qualidades dos motores de topo.
A lista de soluções técnicas inovadoras introduzidas nestes motores é extensa e começa pela exclusiva capacidade de escolha do sentido de rotação dos hélices. O denominado ‘Suzuki Selective Rotation’ é um sistema que espelha o pioneirismo da marca de Hamamatsu, sendo pela primeira vez aplicado em motores com este nível de potência. Muito importante para montagens que utilizam mais do que um motor, com a simples troca de uma engrenagem e do hélice é assim possível obter os melhores resultados em termos de performance, consumo e equilíbrio da embarcação.
Outro sistema a ter em conta é o ‘Suzuki Precision Control’ que substitui os tradicionais cabos de comando por ligações electrónicas que asseguram o máximo de precisão e evitam perdas por atrito. Combinado com o conhecido sistema ‘Lean Burn’, é assim possível obter consideráveis economias de combustível em todos os regimes de rotação.
Para além da elevada capacidade do bloco de quatro cilindros em linha, com uns generosos 2867cc, estes novos motores contam ainda com a mais elevada taxa de compressão da sua categoria (10,2:1), o que associado ao sistema de variação dos diagramas de admissão assegura a melhor capacidade de aceleração, graças a um binário elevado mesmo nos regimes inferiores e médios.
Para complementar estas características, na admissão a entrada de ar fresco colocado na traseira do motor (‘Semi-Direct Air Intake System’) garante o melhor fornecimento de oxigénio ao sistema de indução multi-estágio (‘Multi-Stage Induction’) que regula a passagem do ar fresco em função do regime do motor: maior velocidade e um trajecto mais curto nos regimes superiores; maior comprimento do trajecto do ar para melhorar o binário em baixa rotação.
O controlo do motor é garantido por um evoluído processador de 32-Bit que monitoriza uma extensa lista de sensores, incluindo sensores de oxigénio e de detonação, definindo a cada momento as curvas de ignição e os mapas de injecção no avançado sistema multiponto sequencial.
Graças ao desfasamento do eixo da cambota face ao eixo da transmissão, ao extremo equilíbrio de todos os componentes móveis, à sofisiticada gestão electrónica e ainda à presença de câmaras de ressonânciam, estes motores apresentam um funcionamento muito silencioso e uma quase total ausência de vibrações.
Outra das funcionalidades que a Suzuki transferiu dos motores topo de gama é o denominado ’Keyless Start System’ que anula a existência de uma tradicional chave de ignição, substituindo-a por um comando remoto que envia informação para a unidade de comando do motor, bastando estar a uma distância reduzida da consola. Em caso de queda à água, este comando tem capacidade de flutuação, sendo possível recuperá-lo para prosseguir viagem.
Os novos DF150AP e DF175AP representam o compromisso da Suzuki em oferecer aos seus clientes o melhor da tecnologia a quatro tempos, respeitando o ambiente e apresentando baixos custos de utilização.
Para mais informações consulte o seu concessionário autorizado Suzuki Marine.